Arquivos Mensais: Novembro 2010

Of all the gin joints in the world

Há o café universal a preto e branco, onde ela entra ( logo teve que escolher aquele) pede play it again Sam e é uma bênção ou maldição, como tudo o que de esperado ou inesperado que vale a pena relembrar. Todos temos, … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

Vold, Hofmo e Maier

Descobri à força de cabeçadas (leva tempo mas chega-se lá um dia) a fixar páginas de livros. Quem se entregou à tarefa de tirar de cada livro uma frase ou duas, uma referência que muitas vezes é apenas um número … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

Keats

E escrevia eu ainda há pouco sobre um dia quase desperdiçado… Chamaram-lhe um dia Montaigne. E ele agradeceu com a intenção (assim fosse viva certa anciã) de uma colcha bordada. Eu (ser insignificante sem pretensões a mais que isso) chamar-lhe-ia … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

Mau Tempo

Entre a prosa nevoenta que este homem denuncia no Tempo Contado, …. e a mentira descarada deste “anacoreta-de-obra-grossa” (termo de João Palma Ferreira) como se do tempo não tivéssemos qualquer memória, antes este tempo de cão no norte da Alemanha. … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , | Publicar um comentário

Artigo de Julian Barnes

Um delicioso artigo na London Review of Books. A delícia começa logo no título escolhido pelo autor. Julian Barnes sobre os problemas de tradução: no caso, tradução de Madame Bovary de Flaubert.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

Sinais interiores de riqueza

Sinais interiores de riqueza Lembro-me, anos atrás, de uma conversa com um sociólogo de velha cepa no ICS. Numa das reuniões periódicas – foi meu tutor nesse ano – de  lhe ter ouvido um desabafo que à medida que o … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

Citações de Ernesto Sábato

Citações Daqui, da edição da Papirus, S. Paulo, 1993 (p. 26-7) esta magistral ironia de Sábato em Heterodoxia:  DICIONÁRIOS “Nem Shakespeare, nem Cervantes, nem Dante, nem Montaigne puderam gozar os benefícios de um dicionário da Academia. Isso explica a multidão … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , | Publicar um comentário