Coisas raramente citadas

No Vida Breve coloca-se hoje um problema interessante. E o problema é tão mais interessante quanto raramente é aventado. Em Fevereiro foi apresentado isto (da foto abaixo) no parlamento, cujo capítulo 10 da autoria de Meirinho Martins e André Freire traz dados preocupantes. As preocupações não são de agora, como se pode ver neste artigo de André Freire de há oito anos atrás. Os dois últimos parágrafos das conclusões são já reveladores dessa preocupação.

O Cap. 10 deste livro, que se intitula Reformas Institucionais em Portugal: a perspectiva dos deputados e dos eleitores, traz dados interessantes, na pior acepção da palavra. No quadro 10.1 (p.353) podemos ver o gráfico que reproduz a satisfação com o funcionamento da democracia em Portugal. De 2002 (53%) para 2005 (47,6%a) para em 2008 se situar em cerca de 30%. Na página seguinte (354) a figura 10.2 revela a percentagem dos que acham que os deputados representam bem, ou muito bem, os pontos de vista dos eleitores: de 2002 a 2008 cai de 37,9 % para 25,1%. Em apenas três anos, de 2005 a 2008, caiu de 38,2% para os tais 25,1% de 2008. Nas tabelas comparativas das duas páginas seguintes (satisfação com a democracia, Tab. 10.3) no quadriénio 2002-6, estamos 3,2% acima da satisfação com a democracia na…Roménia. Talvez ainda a consigamos apanhar, esse país modelo… já que os dados apontam para uma convergência.

Estes dados, de dois dos nossos maiores politólogos raramente são citados. E deveriam. O problema principal com o indivíduo de ontem, não é o indivíduo em si, é o simbólico do resultado. Deu-se ao poder o sinal que tudo pode continuar como dantes. Mas de corrupção em corrupção, de prescrição em prescrição, de ajuste directo em ajuste directo, de painel de comentadores em plumitivos avençados espalhando artigalhos em jornais, de favor em favor a clientelas, amigos, patronados, e patronos, o regime mina o seu apoio interno. Resistiria ainda se não fosse o espaço geo-político a que pertence? Duvido.

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s