Arquivos Mensais: Junho 2011

Acabadinho de aterrar vindo de Vénus ou da Lua

Se vivesse cá ser-lhe-ia difícil escrever uma coisa destas a partir do que se observa: “O princípio mais importante deste código católico é o princípio do amor ao próximo ou caridade, que se exprime genericamente em querer bem ao próximo, … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

In short…

In short, I had sufficiently seen that the pleasures of the world are chiefly folly, and the business of it mostly knavery, and both nothing better than vanity; the men of pleasure tearing one another to pieces from the emulation … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | 2 Comentários

Tarde na noite

Tarde na noite, há uma semana atrás, esperava  o último comboio. A russa (vinha de visitar uma antiga patroa) esperava também, mas, achando a bilheteira fechada, estava insegura de poder comprar o bilhete no comboio. Medo das autoridades, coisa que … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | Publicar um comentário

Contratempos cibernæticos

O lap-top que me acompanha pelas partidas do mundo, resolveu de súbito pregar mais uma (partida) e partiu a entregar a alma ao criador das coisas cibernæticas e informáticas. Resulta de tudo isto num enorme alívio do leitor, já que nåo … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas | Publicar um comentário

Ler os outros

Um bom bloguista que confessa o seu nulo préstimo (por ter memória) e nos deixa um bom retrato de uma forma de negócios e industriosidades.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

Ler os outros

Esta citação de um dos blogs que sigo: o «Arround Books» que tem por título o que se pode traduzir por «palavra-de-ordem para o dia», ou «frase para o dia». Certeira, a frase de Chesterton.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

E por falar de meretrizes…

Havia há dias esta notícia de vida endurecida; e de como a crise afecta esta classe profissional da noite e das vielas, a quem em pronúncia nortenha se referem por vezes por «fruta», vocábulo campestre, uma generosidade em desolação urbana … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário