Salazar says

Comprado a um alfarrabista amigo em Oslo há lá em casa um lote de livros que pertenceram a um ilustre homem de cultura norueguês: Harry Fett. Não sei já ao certo quantos são já que foram distribuidos por assunto pela desordenada biblioteca. Há no entanto um que sempre lembro: O Salazar Says. A coisa veio-lhe parar às mãos com dedicatória de um visconde (foge cão que te fazem barão), e frequentemente tenho pensado no desconforto que o pobre homem deve ter sentido ao ler todo aquele rol de banalidades. A mim simboliza-me as figuras tristes que fazemos como povo. A dedicatória datada de Julho de 39, ano em que se cozinhavam coisinhas boas na Europa:

Entre as pérolas que o distinto pensador ofertava ao mundo havia estas coisas esplendorosas sobre particularidades dos regimes e da teoria política à moda de Santa Comba Dão:

Também um bom entendimento do que é a imprensa e para que serve:

….ensinamento este sobre newspapers e gazetas que não repugnaria aos ministros Macedo ou Relvas…

 

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

2 respostas a Salazar says

  1. António Bettencourt diz:

    Nunca sonhei que existisse tal livro. A exportação das nossa miséria intelectual já vem de longe. Ainda por cima o inglês parece meio macarrónico.

  2. soliplass diz:

    O que torna aquilo anedótico é o tipo de pessoa a quem foi oferecido. Seria o equivalente a ir oferecer uma novela de Moita Flores ao Eça.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s