Arquivos Mensais: Janeiro 2012

Sermões nas Botelhas

A senhora Cardona (patronímico muito a jeito de rimas inconvenientes) esfandegou-se em escorçomelado exórdio (não proémio) no DN p’la democracia e p’los partidos. Fica-lhe bem. Espera-se agora que a democracia e os partidos lhe retribuam: fazendo no futuro hagiologia de tão … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , | Publicar um comentário

Observação (de Johnson) que ainda hoje se aplica

“Our monarchs are surrounded with refined spirits, so penetrating, that they frequently discover, in their masters, great qualities, invisible to vulgar eyes, and which, did not they publish them to mankind, would be unobserved for ever.” Dr. Johnson, Marmor Norfolciense (na … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

A luta pela memória

Como os que se gostaram deste mimo se lembrarão, estive – em Outubro último – em Buenos Aires no fim-de-semana em que decorriam as eleições presidenciais em que foi reeleita Cristina Krichner. Em frente da Casa Rosada, ainda estandartes ou placards como aquele … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

E porque todas as paredes são poucas

… e porque todas as paredes são poucas, também aqui – com a devida vénia -, lhe afixamos a crónica do JN:   “CORAGEM”, DIZEM ELES  “Se há palavra hoje abastardada é a palavra “coragem”. De um eleito que faz o contrário do que prometeu dizem os … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

A possibilidade da cultura

É um (se não o) grande estudo de referência na história do Estado Social norueguês. De Anne-Lise Seip, O Estado de Ajuda Social Toma Forma  e O Caminho para o Estado de Bem-Estar (ou Welfare State, na terminologia de língua inglesa). Na … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | 7 Comentários

Impunidade por via de culpa.

“Criminals do not properly belong in the concentration camps, if only because it is harder to kill the juridical person in a man who is guilty of some crime than in a totally innocent person.” escrevia Hannah Arendt, em The Origins of … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , | Publicar um comentário

Liberdade com lentilhas à moda da casa

Cheguei por aqui a este lindo assunto que o Pùblico noticia também hoje. É, ao que parece, mais um monumento nosso à sacrossanta Liberdade (de quem pode quer e manda). E afinal, na crónica de Pedro Rosa Mendes, não se diz mais que o … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário