Fotos velhas, descoradas

Este vosso criado nos tempos de juventude em voo nas arribas da Ericeira.

O dia de fim de Primavera foi tão bom que dava para pilotar sem mãos. Episódio único na vida pessoal de parapentista, deu até para comprar cerejas no miradouro entre a Ericeira e a Foz do Lisandro. Depois de combinada a compra com a vendedora em breve travagem, à  passagem para lá deixei a nota de cinco euros, à passagem para cá peguei inclinado na cadeira no saco de plástico em que a boa mulher tinha já posto as cerejas lavadas; via-se no saco as gotículas de água, estavam frescas e molhadas. Alguns espectadores batiam palmas pela manobra. Que é facílima, assim o permite o vento laminar, e uma asa fiável como o era a x-ray da Nova.

Mais idosa ainda (não lembro o ano, creio que foi tirada em voo) um fim de tarde em Linhares. Aqueles crepúsculos eram simplesmente impagáveis:

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s