Arquivos Mensais: Novembro 2012

Abébias

Ao amanhecer, ao longe, num ar límpido e luz dourada destas latitudes a norte, neve, já distinta nos flancos e no topo das montanhas. Chegam colegas que rendem os que partem, comentam a miséria portuguesa, o esbulho, a pobreza e … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas | Publicar um comentário

Séculos e séculos disto

Mateo Alemán, Guzmán de Alfarache, Livro III, Cap. VII: “Cuántas veces también, cuando tuve prosperidad y trataba de mi acrecentamiento – por sólo acreditarme, por sola vanagloria, no por Dios, que no me acordaba ni en otra cosa pensaba que solamente parecer bien … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | Publicar um comentário

Ler os outros

No A Terceira Noite: Não há milagres entre ruínas. No Ericeira Norte : A regra de Ramsey.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

Coisas ibéricas

Dos diários de João Palma-Ferreira (O candidato de luciféci, Moraes, 1983)   e da entrada Madrid, 3 de Agosto de 1978:   “A senhora Manola anda mal humorada. Resmunga, exige, tem conversações insólitas com o ferro de engomar e embirra com … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , | 3 Comentários

Complots

Assarapantado de trabalho nem tive tempo ontem de passar pelo momento alto crónico-hebdomadário no DN. Através do Provas de Contacto lá fui dar (já hoje) com a pérola de César das Neves, que – como sempre – é imperdível. César … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , | 4 Comentários

E la nave va

A 28 de Agosto a nave Europa acostada a um porto alemão. Curiosamente, com o problema do velho continente em crise resumido à popa:

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | Publicar um comentário

E o que tem que ser…

  “Todos serão inocentes, como de costume”, M. J.  Marmelo no Teatro Anatómico.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | Publicar um comentário