Livreiros

Nas andanças pelas partidas do mundo gosto de tirar uma foto ou outra dos alfarrabistas que frequento, como a do post abaixo. Num dos casos desapareceu entretanto a loja – que o amigo ficou para a vida. As fotos com que fiquei davam para fazer de novo o inventário do recheio. Ou quase.

Recordo assim por exemplo a cara de quem me vendeu a primeira edição do Elogio da Sombra de Borges, numa banca da Plaza de Italia. E que ma ofereceu e vendeu a preço bem abaixo da cotação destas coisas, que nem ele nem eu ignorávamos.

Foi um gesto que guardo agradecido. Guardar estas fotos, é uma espécie de fidelidade (de que tipo não sei definir) a estes locais especiais, que, mais que comprar e vender, transmitem heranças. Talvez por ser verdade o que diz aquele letreiro que encontrei pendurado num livreiro em Brasília àcerca dos livreiros.

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s