Malditos Alfarrabistas

047

Eram dois sítios estimados, o Idar Nilstad (bem aprovisionado de viagem polares) e o Classica (variadíssima oferta) de Alf Aanstad, sítios de compra e abrigo neve, sítios de conversa e de folhear em silêncio.

Foram-se, e da foto de Maio resta a desolação da de Dezembro. Ao lado prosperam ainda um cabeleireiro e um massagista siam-thai. Frondoso negócio este, o de se ir a gente a pentear macacos…

Tou obsoleto caralho! E o pior, passei na vida sem ver o vídeo do Taveira. Malditos alfarrabistas!

pb ark 006

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , . ligação permanente.

4 respostas a Malditos Alfarrabistas

  1. Panurgo diz:

    Lamento. Não pelos alfarrabistas, claro, mas por nunca ter ouvido o video do Taveira. É falha grave.

  2. soliplass diz:

    Dizem-me que sim. Que tal geómetra, foi indómito a quadrar os mais famosos círculos do seu tempo. E que a banda sonora era de gritos…

    Amigos de Peniche que eu arranjo compadre. Que nem um me envia por mail verduras dessas. E morro ignaro, de educação incompleta no campo da geometria, só com os pobres cinco postulados de Euclides, certamente.

  3. Panurgo diz:

    Isso agora está tudo no google, meu caro. Creio que os ilutres paraísos negros não passam de rumores, boatos, má-língua. Eram rios e regos anónimos, aqueles, em busca dum futuro melhor e garantido. E repare que não se trata apenas da Geometria euclidiana; o arquitecto insere-se naquela nobre tradição platónica, em que a Ciência serve a cidade, e a Geometria mais do que a forma dos sólidos, é a delimitação do Príncipe. É cena a que a populaça presta pouca atenção, aquela em que o arquitecto está ao telefone e se queixa: “isto tem sido um verdadeiro inferno!… o gajo ganhou as eleições para o conselho científico… ah, pois, há para aí uma malta que está cada vez melhor…vão dar cabo disto tudo”…

    É Portugal inteiro adentro dum escritório nas Amoreiras.

  4. soliplass diz:

    ou, se bem entendi, e resumindo o portugal inteiro dentro de um escritório: mudam-se os tempos, mudam-se as sacristias, e a catequese pouco.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s