Com o bom Pina por companhia

016

Enregelado em noite de inverno delicio-me com as crónicas do bom Pina. Que, mais que bem escrever, escreveu por bem; e a coisa faz toda a diferença. Ter em casa um objecto destes permite-nos (em diferido) o convívio com um homem bom. Eu, que por ausente do país lhe perdia as crónicas, recupero-as agora graças aos bons serviços do compilador e da Editora. Excelente livro que vale cada cêntimo, oásis de crónicas plantadas contra a estupidez e a crueldade. Assim é com a enternecedora crónica publicada na Visão em Agosto de 2002, Agosto. E com a Os animais em Agosto (9/8/2001) prodigiosa de ironia no título, porque rapidamente se percebe que o segundo termo do título é adjectivante dos que abandonam os animais à partida para as férias ou um outro cronista que defendeu que assim ficam «livres».

Aqui coligidas, transcrevo a de 30.10.2007 no JN: É isto um homem?

«Escrever é, às vezes, um penoso ofício, seja porque, de súbito, as palavras se calam seja porque chegam à escrita em desordem, vindas directamente do coração, ou talvez apenas porque não se escreve com sentimentos mas com o rasto escuro e incerto que deixam na memória. Em tais alturas, a crónica refugia-se, pobre dela, na notícia.

Eu sei, toda a nudez será castigada. Mas como vestir de palavras a nudez de notícias comoa do “artista” costa-riquenho cuja “instalação”, na Bienal Costarricense de Artes Visuales /Bienarte 2007, foi um cão que apanhou na rua, amarrou com uma corda e”expôs” até ele morrer de fome e sede? E a notícia de que o júri premiou a “obra”, sublinhado a sua “qualidade e excelente coerência”?

“Arte conceptual”, dizem eles. Por fraudes bem menores há, aposto, burlões presos nas cadeias da Costa Rica. E da Colômbia, México e Equador, pátrias dos jurados. O indivíduo (“É isto um homem?”) quis notoriedade e obteve-a à custa de um pobre animal vadio. E repetirá a “artística” façanha na Bienal Centroamericana Honduras 2008 se a petição (http//www.PetitionOnline.com/13031953/) que corre na Net o não impedir. Eu, que não costumo dar para o peditório das petições e bocejo com “arte conceptual”, fui ontem a 143 669ª pessoa a subscrevê-la.»

Também, a deliciosa Eu, pecador, me confesso (JN, 14/4/2006):

«Lá se foi a minha esperança de salvação! Os meus piores receios foram ontem confirmados pelo cardeal Francis Stafford, delegado do Papa: ler jornais, ver TV e, principalmente, navegar na Net, é pecado. Eu, pecador, me confesso: passo mais tempo na Net (para já não falar nos jornais e na TV) do que “a meditar e a ler a Sagrada Escritura”. Mesmo com atenuantes (jornais só leio o “Correio da Imaculada”, TV, só a “Canção Nova”, e na Net só frequento sites diocesanos, além de que, na Rádio – mas a Rádio não consta dos dos “novos pecados” do Vaticano… -, só ouço a Renascença), tenho o Inferno garantido.

Pior: há quase 40 anos que trabalho em jornais, escrevo para a TV e estou a pensar em colocar um site pessoal na Net, o que – descubro com horror – significa que, excluindo os tempos inocentes da infância (mas mesmo então os meus pais já tinham o hábito de ler-me livros), tenho sido toda a vida um joguete nas mãos do Mafarrico. Claro que li a Bíblia mas, salvo o Evangelho de S. João, sempre preferi, minha culpa, minha tão grande culpa!, o Antigo Testamento. Resta-me a esperança de que, tendo uma vida longa, a degenerescência do cérebro me permita tornar suficientemente bruto para poder ir ainda a tempo de ser santo.»

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , . ligação permanente.

9 respostas a Com o bom Pina por companhia

  1. Ando aqui a pensar que livro hei-de arranjar para ti – mas depois uma pessoa vê as fotos no teu blog e desanima. Ainda um dia hei-de descobrir um bom livro em que nunca tenhas tocado – cuja existência nem em sonhos suponhas… Mas não é tarefa nada fácil.

    Enfim, temos gostos literários muito semelhantes – mas eu chego sempre atrasado. Ao Sándor Márai só cheguei há uma semana… Abraço.

  2. soliplass diz:

    Meu caro, se te preocupa arranjar algo… isso é fácil e perco já aqui a vergonha de cair na pedinchice: o Montedor, ou A Sétima Onda do Rentes de Carvalho – coisas a que não consigo deitar os gadunhos e que bem gostaria de ler. Agora que a gente já não se vai preocupar com a “questão de forma” a não ser a título de curiosidades e relíquias: http://tempocontado.blogspot.pt/2013/02/curiosidades-reliquias.html

    Cum caralho compadre, que já hoje me parti a rir com a crítica de 71.

  3. Pois… Pois… Entendo-te…

    Já deves ter lido, mas de qualquer modo podes sempre reler, a cinza e os resíduos, também de 71: http://tempocontado.blogspot.pt/2012/05/o-rebate-e-as-cinzas.html

  4. soliplass diz:

    Também me lembrava dessa. Se num caso temos de atalaia ao quintal e à capela um guardião da “forma”, no que te referes temos um guardião da “língua”… enfim, um país de sentinelas derramados pelos jornais e gazetas de ontem e de hoje pra que ninguém abale com as alfaias sacras da literatura e as vá vender a pataco na feira da ladra. Sempre tivemos a vinha bem guardada plos vistos. E o que ele se há-de rir com aquilo?

  5. Sim, a vinha sempre esteve bem guardada: há que vigiar para que ninguém veja que está a ser assaltada. Muito se preocupam com a forma (a aparência)… O JRC têm lá uma imagem nova, de uma outra crítica. Eu ri-me ao associá-la a esta entrevista: http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=574593 Aos leitores, coitados, tem que se lhe fazer a papinha toda – porque são uns débeis mentais que não entendem nada…

  6. P.S. Lê com atenção a última pergunta da entrevista… 🙂

  7. soliplass diz:

    Isso sim, são boas notícias.

  8. Quando o Pina morreu, a primeira coisa que me ocorreu foi: morreu um homem bom. Li essas crónicas há uns meses; gostei muito.

    Vejo que tem o livro do Paulo Varela Gomes. É um livro magnífico.

  9. soliplass diz:

    Ainda só vou a meio, mas vocês é que são os culpados que o apregoaram no The cat scats e no Declínio e Queda. Bom pregão, pelo que vejo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s