Escravidões

004

Já dava para apascentar por aqui dois garranos. Depois de cozer a sopa (hoje de grões bicudos e alho françêns), é mais que tempo de deitar unhas à gadanha.

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

2 respostas a Escravidões

  1. Alice Alfazema diz:

    Eu conheço a expressão setubalense de “cortar a gadanha”, que se traduz em cortar o cabelo, ou seja, quando o cabelo já estava muito comprido alguém nos mandava: “vai mas é cortarrr a gadanha”! 🙂 Outros tempos…

  2. soliplass diz:

    Essa não conhecia. Apenas a “guedelha” ou “gadelha”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s