Expressões

Colega de turno, um inglês delicioso. Rara a noite em que não haja risada da grossa, pelas piadas que conta, mas também pelas expressões que usa. Avô recente, diz da filha «she’s like a dog with two tails with that baby», de cerveja morta dispara o «flat as a witch’s tit», de um velhote alemão apoiado em andadeiras que se peidou numa fila para atendimento nos correios gerando uma onda ruidosa de indignação « …poor old bugger. It didn’t smell. But what a sound! Just like the ticking of an old v8!»

Há coisa de meia dúzia de anos tínhamos colega turca de vinte e poucos. De família muçulmana, emigrante de segunda geração, ao pendular entre a família conservadora e a sociedade libertária, parecia completamente desarmada de regras sociais equilibradas. Certa noite vem com a conversa das mamas. Que eram pequenas, que queria fazer a operação para aumentar. Como tinha extrema confiança em nós ia para abrir o dólmen e mostrar os atributos. Ralhei com ela, que se alguém ali aparecesse de súbito a gozariam durante seis meses. Lá se conteve, mas continuou com a conversa. Prevendo que uma operação lhe levasse as economias de anos, fui contando a história da beleza interior e que nenhuma relação homem que a escolhesse só pelo volume valeria a pena. Quase convencida por mim alisa o dólmen, põe as mãos por baixo para evidenciar o tamanho e pergunta-lhe a ele do outro lado: «o que é que achas?». Sério, com olhar concentrado no peito da rapariga,

– Well, I’ve seen more meat on a butchers apron.

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas . ligação permanente.

3 respostas a Expressões

  1. MCS diz:

    ahaha, é por estas e por outras que sou fã do humor inglês, A frase final é magnífica.

  2. soliplass diz:

    O tipo é uma delícia e tem um manancial de anedotas inesgotáveis. Como a dos velhotes num pub rural, aos pés da mesa a cadela de um, que se enrola sobre si própria e começa a lamber a genitália. Um deles, achacado de artroses várias, desabafa:

    – I wich I could do that.

    Diz o dono do animal, despercebido, lançando-lhe olhar de desvelo:

    – Oh yes, you could. A good dog indeed… It wouldn’t bite you.

  3. MCS diz:

    ahahah, Santo Deus, que confusão para ali vai.
    Eu cresci a ver as séries da BBC (“Sim, senhor ministro”, Benny Hill, Monty Python, Fawlty Towers) deve ser por isso que sou fã.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s