Tempos perigosos

Hoje, no jornal sueco Aftonbladet, um exemplo de como a pornografia se tornou demasiado divulgada. Até os inocentes contos morais de outrora precisam agora de exegese. A aia a ter que explicar à princesa que só é suposto beijá-lo.

 

 

 

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , . ligação permanente.

2 respostas a Tempos perigosos

  1. Depois dos pombinhos, agora os sapos, mesmo que com princesas à mistura. Continua, pois, num registo de fábulas. Gosto, tem graça.

    Um bom dia para si, apesar dos tempos perigosos que atravessamos!

  2. soliplass diz:

    Os tempos vão perigosíssimos… isto já só lá vai encomendando um curso de reeducação das famílias ao César das Neves. Por ajuste directo, como é de bom tom…

    Está tudo perdido. Sabe que ainda há menos de duas semanas lá na aldeia ouço um ao balcão da tasca dirigindo-se ao taberneiro: «Tás a óvir? Bota aí um complemento direto!»

    Sabe o que era? Um cálice (bem aviado) de Macieira. Nem à gramática há respeito.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s