Post 1000

026

Triste estendal de relambórios e frioleiras, deu-me contudo este nefelibatício ancoradouro um punhado de amizades preciosas – coisa que estava longe de imaginar no post 1. Riso e conversa, tristezas partilhadas. Deu-me também o monumental Bomarzo de Manuel Mujica Lainez, aqui na mesa do café costumeiro em Oslo. Acabadinho de ler, apesar do peso na consciência de assim (ao aceitá-lo) privar a dona de um prodigioso fresco dos personagens da renascença italiana, período histórico que tanto a fascina. Vinha de marcar um serviço de manutenção na moto, caminhava num passeio. Passou por mim um rosto familiar aqui das caixas dos comentários; voltei atrás, e perguntei «a senhora não é?». Era.

A todos agradeço estes encontros físicos ou virtuais, ao café debaixo de tílias trocando livros, aqui (apesar dos conselhos de lhes “dar o arroz“), ou nos blogues de cada um.

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , . ligação permanente.

8 respostas a Post 1000

  1. Não conheço este espaço há muito tempo mas já o persigo atentamente. Há um desprendimento e um bom gosto que me agradam.

    Parabéns e que nunca lhe falte a vontade e o prazer que são muito evidentes no que faz.

  2. soliplass diz:

    Grato. É sempre um prazer se os que por aqui passam gostam do passeio. Deveria ser isto feito de outra forma que não “às três pancadas”, mas o que eu gosto mesmo é de ler os vossos.

  3. Maria Ivone Mendes diz:

    Ora, está Pier Francesco degli Orsini muito bem aí e, com aquele Loti em papier vélin du Marais, sei eu bem quem ficou melhor na troca.
    1000 é uma bela chegada, agora é desenhar rota para outros 1000. Je vous embrasse, monsieur.

  4. soliplass diz:

    Pelo menos (ao contrário da doadora) afastou-se do calor que por aqui vai taró de rachar e garoa albiónica.

    Quanto ao desenhar rota, é um pouco mais ou menos como os dois versos do Pope: https://ancorasenefelibatas.wordpress.com/2011/04/24/ensaio-em-dois-versos-do-essay-on-man-de-pope/

    Com abraços da sub-Antártida,

  5. Ah, meu caro, como se deve estar bem na sub-antártida. Que conte mais mil.

  6. E já agora: olá Ivone.

  7. soliplass diz:

    Obrigado caro Luís. E está-se bem (folgando vê-lo por cá) qu’isto depois de que o dr. Viegas se zurziu contra a corrupção brasileira e os mensalões e o Lula e tal, vai muito melhor na sub-antártida. Apesar do frio, as letras (comprado em sebo) continuam baratas.

    Se Deus’m’ajuda, mil não sei; mas alguns serão só pra azucrinar o regular funcionamentador das instituições.

  8. ivonecosta diz:

    Olá, Luís. Saudades.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s