Pro servanda civilitate

Conta-nos Jacques Atalli na sua magistral História Económica do Povo Judeu [Les Juifs, le monde et l’argent] como naquele tempo Teodorico – influenciado por Cassiodoro – foi favorável aos indivíduos de uma das etnias mais detestadas no caso de serem úteis à colectividade – pro servanda civilitate:

042

Ao dar a gente com quadros destes aí pela bloga, nem se compreende os protestos pelo indigitar do ministro. No tempo de Cassiodoro, certamente, sendo indisputável a volumosa pro servanda civilitate (e não se contabiliza ali serviço em off-shore) do sujeito, tinham-no promovido a Deus da terra e dos céus.

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

2 respostas a Pro servanda civilitate

  1. Ivone Mendes da Silva diz:

    Li-lhe um título em latim e entrei logo. Afinal era pátria, a ditosa tão pouco amada, já sem conserto.
    (By the way, estrada do Pombalinho ontem à tarde: um cheiro a verde que só visto.)

  2. soliplass diz:

    Afinal era des(ditosa) pátria sempre em polvo(rosa). Que isto, em vez de uma esfera armilar, de um polvo se faria boa bandeira. Ou representativa…

    É bom e viçoso caminho aquele não é?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s