Ruas da minha cidade

001

Manhã soalheira nesta zona do Paraná, temperatura amena, a modos que prenúncio de Outono. Há por todo o lado àrvores floridas: buganvília em frente da porta, descendo a avenida jacarandás.

002

Palmeiras e araucárias,

004

outras cujo nome não sei,

005

a passeada XV, artéria principal do comércio,

011

que segundo reza maquete no museu municipal foi, nos tempos de antanho, assim, ouvindo  chalra dos colonos italianos (ou de outra origem),

006

com seus (meus) sítios favoritos de dissipação orçamental

009

o simpático Sebo da Visconde – pra que não só a Carla Romualdo tenha livrarias simpáticas lá no bairro -, de onde se volta do périplo à mesmo ítaca: alfarrábios; hoje, de Durval Aires Filho, O Homem do Globo e Outros Contos. A cinco reais, não vá faltar prá reforma do Aníbal. Que é parca – desculpe-se-me a dislexia do termo…

017

Isto, se o sobrinho ribeirãozinho der tempo. Chegou ontem, de visita. Na volta da rua, combinámos patifaria (como o velho Homem cronicado que dava dez tostões aos netos e sobrinhos para arrancarem os galdíolos do jardim do casarão de Ponte de Lima – «O velho Doutor Homem, meu pai, cansado de lutar pelo extermínio dos gladíolos no jardim do casarão de Ponte de Lima (ele considerava-os uma intromissão desprezível no meio das magnólias, das japoneiras e das trepadeiras das rosas de Santa Teresinha), oferecia aos seus netos e sobrinhos dez tostões por cada pé efectivamente arrancado»).

Trazia-lhe saco com colete alcochoado e camisa de xadrez, comprados em loja do centro. Curioso do que ganharia, só ganhou mediante a promessa de dizer à tia (a jurista que me atura) que as roupas que eu compro são mais bonitas que as compradas por ela. «Mulheres às compras são um desastre»…riu, concordou e prometeu. Apesar (ou por causa) do aviso: « mas bota pra correr, que vamo cutucar onça com vara curta».

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , . ligação permanente.

4 respostas a Ruas da minha cidade

  1. manuel.m diz:

    A que está ao lado da camioneta das mudanças é certamente uma Tecoma Stans.
    Saudações de outro expatriado

  2. soliplass diz:

    Parece-me que sim (agora fui verificar no google images a partir sua indicação do nome). Bonita árvore que torna a cidadezinha alegre.

    Saudações de volta, e sempre grato pela visita.

  3. Dayane Matos diz:

    Qual o material usado para fazer as arvores ?

  4. soliplass diz:

    As da maquette da cidade não sei. As outras, certamente o tradicional: sol e seiva.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s