Delírios

Cuando uno escribe, entra en una especie de delirio en el que intenta conseguir un mundo mejor” dizia ainda há pouco tempo em entrevista  Claudio Magris. A julgar pelo seu caso, pelos seus livros e artigos, foi delírio frutuoso. O mundo é sem dúvida melhor após o seu Danúbio, após o Café San Marcos do Microcosmos.

Será regra, tomando “um mundo” em sentido lato,  que se aplicará também à bloga. Exceptuando os casos em que lidos dois posts já se percebe que um autor tenta conseguir um mundo melhor em sentido estrito – para si e para os seus – conservando este ou piorando-o na medida do possível para o povoléu em geral.

Sete anos de bons «delírios à la magris» leva o Entre as brumas da memória. E desta parte do mundo (latu sensu), se assinala e agradece.

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , . ligação permanente.

2 respostas a Delírios

  1. Quando tem o pé em terra é uma alegria para nós, os seus leitores que se deliciam com a elegância da sua escrita e a variedade e bom gosto dos temas que escolhe. Muito bom, mesmo.

  2. soliplass diz:

    Toda a elegância é pouca para com a autora. Se tanta coisa em Portugal envergonha, todo o elogio é pouco para o que nos orgulha – como é o caso do Brumas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s