Pátrias

021

 

Resposta a mails atrasada, mil perdões, a correria tem sido mais que muita. Mudança de casa e de pátria. Agora no centro de Oslo, ali ao ladinho do estádio de Bislett, em Sofies Plass. A dois passinhos de Dalbergstien. Corridas de e para a nova casa, mobílias e tarecos, toalhas e sapatos, berbequins e chaves, o diabo a sete. Uma paisagem nova pela janela. E estantes. Que se vão compondo, pouco a pouco. Parece-me que deste canto de uma delas já se faria pátria melhor que muitas.

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , . ligação permanente.

5 respostas a Pátrias

  1. Os homens medem-se pelo empenho com que cuidam dos seus livros e discos. Parafraseando uma cantora loira e anafada «Podes ficar com a casa, o carro, mas não fiques com eles…». 🙂

  2. «O soldado que morre pela pátria sem saber o que é pátria (…)»

    « E que acho que não faz mal não ligar importâricia à pátria
    Porque não tenho raiz, como uma árvore, e portanto não tenho raiz
    Eu, que tantas vezes me sinto tão real como uma metáfora»

    Álvaro de Campos, em «Passagem das Horas»

  3. É uma bela estante, sem duvida. E que obras magníficas. Abraço.

  4. soliplass diz:

    Com eles nunca. Isto de loiras anafadas sempre algo se aproveita. Um abraço de cá.

  5. soliplass diz:

    Vai-se compondo aos poucos…alargando o território. Um abraço cá do norte.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s