ad hominem

É sabido e apregoado que se deve discutir ideias; não pessoas. E no entanto o fatídico ethos do orador de que já falava o velho Astóteles é inevitável também para o interlocutor…

Se um qualquer mullah barbudo e islamita quiser vir para a televisão portuguesa apregoar o imperativo do uso da burka pelas mulheres, manda o bom-senso que não lhe seja fornecida uma Teresa Guilherme (ou uma Manuela Moura Guedes) por entrevistadora. A presença de qualquer uma delas na pantalha pode ser o We hold these truths to be self-evident da declaração do mullah.

Da mesma forma, se o  Estado português contesta os valores dos cavalheiros do Estado Islâmico (que trazem por aceitável a prática de apedrejar ou degolar outros cavalheiros), manda o bom-senso que não se lhes forneça por interlocutor um Rui Machete. Ou um Paulo Portas.

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s