Por onde andais, mr. soliplass?

012

Pergunta em comentário leitora benévola e de mim desconhecida, o «por onde andais» que intitula o post. Bom, como respondido foi «Retirado e em auto-flagelo por não ter opinião formada sobre a prisão de Sócrates ou o papel do supervisor em questões de Salgados.» Ou de insossos…

Ando por estes gelos… encostado à berma da vida como máquina sem uso.

019

 

 

020

 

 

021

 

A enfeitar morganhos de lenha com coisas natalícias,

 

028

 

Ajudar amigo a caçar ratos numa cabana remota,

 

033

E alimentar bicharada ávida e tímida que acorre assim que pressente gente numa pipilação de trezentos diabos; mas que é tímida e fugidia para poses fotográficas e só se deixa captar do lado de dentro dos vidros embaciados.

023

 

Nos intervalos, a ler o primeiro romance de Lars Mytting, «Hestkerefter». E o «Jorden i Munden» de Carsten Jensen. É a vida… como disse o outro.

Mas se houver rapaziada da rija que me convide para num dos próximos dias ir por uma sopa de pedra e um polvo à lagareiro a Almeirim, aceito.

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , . ligação permanente.

13 respostas a Por onde andais, mr. soliplass?

  1. Fernando Lopes diz:

    Estais a absorver vida, deixando depois cair pedaços nas vossas magníficas postas?
    Estejas onde estiverdes, um enorme abraço e uma época festiva feliz.

  2. soliplass diz:

    Boas festas também caro Fernando, e abraço caloroso apesar destas friagens.

  3. Fernando Lopes diz:

    Sopa de pedra e polvo não temos, mas se te contentares com um glorioso bacalhau da tua terra adoptiva, rabanadas, leite-creme, pudim, queijo da serra e umas garrafas de Alvarinho, sabes que há sempre lugar para mais um.

  4. soliplass diz:

    Bem gostava, e grato pela oferta que sei sincera, mas o tempo ruge com os dias escassos, os velhotes precisam de atenção e cuidados. Vou mais por eles que poucos dias no ano passam comigo. Pouco fica (por pena minha) para andar na boa-vai-ela…

  5. Um abraço daqui destes frios menos frios lá para esses frios mais gelados.

  6. soliplass diz:

    Tamos estrafodidos com a inverno-friagem compadre. Isto tá bom é pr’abraçar fogueiras e garrafas de armagnac…

    Um bom e feliz Natal amigo.

  7. Armagnac? Afinal não sei se gosto assim tanto de te ler e dos ombros da tua jurista 🙂
    Medronho, medronho! Luso!

    E um abraço 🙂

  8. soliplass diz:

    medronho, medronho, bem lembrado: e vê-lo? Que isto em questão de fruto dos alambiques não há razão para exquisitices.

  9. Eu cá sou uma optimista. Ainda haveremos de nos encontrar todos e garanto que levareis convosco do melhor medronho aqui do NUT II 🙂

    Enrijados já vocês andam, com tanto gelo… :))

  10. soliplass diz:

    Ó grande Alexandra onde é isso dos reinos do NUT II?

    Agora aqui é que me sinto Bucéfalo…

    Conta o meu pai, naquele tempo da escassez da segunda guerra, andava, ainda criança, num olival com o meu avô que teve de se ausentar e ir a casa para ir fazer um negócio com um comerciante de azeite. Prometeu de voltar com o almoço, mas tardou. Como era no tempo dos medronhos, e naquela chapada da serra mais não havia que comer, o meu pai lançou-se aos medronhos maduros. E quando o meu avô finalmente retornou ao olival, teve que o meter aos ombros e levá-lo para casa porque a bebedeira era de monta.

  11. Estórias. Está provado que o medronho (fruto) não embebeda. Sem fermentação não há o que boer (como dizem os velhos daqui 🙂

    Donde, haveremos de nos encontrar todolos os que pudermos e eu levarei medronho e medronhos, para a prova dos 9 🙂

  12. soliplass diz:

    Tinha a ideia que sim… quando bem maduros. Mas… estou a vendê-la como a comprei…

    isso era boa ideia, a de um encontro informal e desgrenhado de ideias. Á beira de um rio, uma piqunicada de truz com cães e gatos a bem da inclusão e da reciclagem de espinhas e ossos… a julgar pela rapaziada, até se podia armar banquinha de feira de livros em paralelo…

  13. yeahhhhhh
    (eu é que sou uma faladora viajada)
    bora, bora, a ver 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s