Riscos do compungimento colectivo

Contavam os serradores velhos o caso. Eram os anos da guerra, dificuldades, miséria e precisão de trinta por uma linha. No largo, lavrador abastado lamentava:

– Isto a época vai muito má ó rapazes! A miséria é muita… Tá mau prós pobres!

Lavrador menos abastado assentiu, em voz cordata:

– É verdade ó Toino! … E olha que se assim continua, … até prá gente se põe ruim.

Indignado, o mais abastado tovejou para roda dos que escutavam:

– Prá gente? … Prá gente? Olha, então não querem vocês ver? Onde é que isto já chegou? Um miséria destes a querer-se comparar comigo!?

Ficou-me o caso de aviso. Solidariedade e compungimento sim; mas com alguns cuidados.

 

 

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s