Pedagogia retributiva

Carsten Bjørnlund fik årets Robert for bedste mandlige hovedrolle. Foto: Polfoto/Peter Mydske

Boa pedagogia a de Carsten Bjørnlund que aos  41 anos ao receber a estatueta Roberts na qualidade de melhor actor pelo seu desempenho na série dinamarquesa «Arvingerne» (Os herdeiros), não se conteve e retribuiu a lição que aos 12 anos tinha recebido do professor de matemática aquando de uma mudança de escola: que os pais podiam fazer as mudanças de escola que quisessem que nunca seria ninguém…

Ao que parece, competências matemáticas à parte, Carsten revelou-se de “boas-contas”. Segundo noticiava o Jyllands-Posten, ao receber agora a estatueta do prémio não se conteve: « Tenho que te agradecer meu pequeno, pérfido professor de matemática, que me enviaste para a vida lá fora com as palavras: nunca serás ninguém! Esta aqui, esta é para ti.»

“Jeg skal takke min lille, perfide matematiklærer, der sendte mig ud i livet med ordene; du bliver aldrig til noget. Den her, den er til dig.”

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s