Parágrafos penteados

Boa fonte de sorriso ou gargalhada, o livro recentemente publicado de Onésimo Teotónio Almeida: Despenteando Parágrafos.

Ali se queixa o autor (e co-autor do Malomil) da atracção nacional pela verborreia, pela incompreensibilidade de certas frases que  procuram deslumbrar ( paixão pela arte de negaçar tolos), pela arte de pentear parágrafos. Coisa que Onésimo vai despenteando no livro, divertindo-nos ao mesmo tempo com a oferta de exemplos de pomposas tolices que tiveram honra de prelo ao longo dos tempos, parte de uma abundante colecção na posse do distinto professor.

Não conta esta recente (de Francisco Assis, recente, no Público), mas daria um bom exemplar:

“Como em todos os actos de natureza celebratória houve instantes de cedência a um impulso encantatório insuficientemente confirmado pela realidade. Mau grado isso viveu-se um momento de indiscutível pregnância do espírito europeu no que este contém de melhor enquanto aspiração e vontade de consagração da herança liberal-democrática Ocidental.”

E gratos ao Provas de Contacto que (a estas tundras escandinavas) nos traz estas pérolas a porcos.

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s