The infinite monkey theorem

lêsse na uíquipédia:

“The infinite monkey theorem states that a monkey hitting keys at random on a typewriter keyboard for an infinite amount of time will almost surely type a given text, such as the complete works of William Shakespeare.”

Não sendo de desesperar, enquanto aguardo vou lendo o que há. Ainda que previsões.

.

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , . ligação permanente.

5 respostas a The infinite monkey theorem

  1. Boas. Queria perguntar-lhe isto, Soliplass: o Knausgaard vale a pena? Toda a gente fala na maldita saga, mas parece tão chata vista de longe… Abraço

  2. soliplass diz:

    Se vale a pena? Sei lá Luís. Há tanta coisa boa que se perde (outros livros também) quando um tipo se deita a ler uma coisa daquelas. Volumosa. E eu não sei também como é aquilo vertido para português. Por mim lê-se bem, quase literatura de viagem, só que a viagem à vida passada do gajo, que por ser naquela geografia tem algo de “exótico” e diferente para nós meridionais.

    É claro que para mim há muita coisa que vale a pena porque não tenho nenhuma melhor para fazer dentro daquela baleia de aço.

    Mas nada como experimentar. Se não gostar, é só por de lado, sempre decora a biblioteca.

    Sabe o que vale mesmo a pena? E isso sim, é um monumento brilhante, como já lhe chamaram. Isto: http://www.newsinenglish.no/2013/12/03/sailors-finally-win-wartime-recognition/

    E aqui, traduzidas em inglês algumas críticas aquando do terceiro volume:
    http://aschehougagency.no/Books/Fiction/Novels/Jon-Michelet-A-Hero-of-the-Sea.-Golden-Boy

    Acabei de ler o quarto volume da série, o quinto está para sair, e novamente maravilhado. Não sei se alguma vez sairá em Português (a tradução de uma coisa daquelas deve ser um quebra-cabeças com diálogos em que há quase sempre variedade de dialectos) mas quando sair em Inglês é de não perder.

  3. Ah, fez uma monografia sobre o tema! Obrigado, vou ler o primeiro volume.

  4. Por acaso ando às voltas com uma trilogia do pat barker sobre a 1a guerra mundial que talvez lhe agradasse. Regeneration, é interessante. Escrevo no telemovel, Perdoe o portugues, sempre atraiçoado pela “escrita inteligente”

  5. soliplass diz:

    Nunca ouvi falar, mas agradeço-lhe a sugestão. Assim que encontrar dou uma vista de olhos.

    Um abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s