Arquivos Mensais: Abril 2016

Jantar

Há dois meses atrás tinha deixado aqui um convite para um jantar convívio patrocinado aqui pela blog. Mas porque a vida é cheia de imprevistos (especialmente para quem como eu vive em dois países, ou três) por uma série de complicações … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas

Pressa e antecipação Knausgårdiana e príncipes das letras

Não quero evidentemente, com coisas destas, faltar ao respeito à reverência que aos príncipes das letras são devidos. Nem disputar-lhes o direito, ou o dever, de jurisdição. Há também um alto grau de probabilidade de ler mal ou tresler, de … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , , ,

Belles toujours: Astrid Wiese Brinck, a dura do queijo mole

    É improvável que apareça na série Belles toujours do Delito até porque poucas fotos disponíveis se encontram. Por issso cá fica: Astrid Wiese Brinck. A modelo de Oslo, um ícone de beleza feminina dos anos trinta, cuja imagem sucessivas gerações … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , ,

«morcedes», «marcedes», Mercedes

Volto frequentemente aos romances (e aos fragmentos deles) de Rentes de Carvalho. Sempre me delicio com a sua capacidade de empatia, de observar, de compreender. Novamente, n’ O Meças, o detalhe dos Mercedes no imaginário das gentes. Campónio, também eu assisti a … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , ,

regras puritanas da Lei de Jante

Divirto-me preplexico-me com as coisas pátrias. Crítico, atribui a um livro de Rosemary Sullivan quatro estrelas e meia. Será equivalente a ter atribuído quatro estrelas e um ouriço? Vou por ali abaixo e encontro a expressão «regras puritanas da Lei de … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , ,

Anciãs de jackpot

É raro, raríssimo, jogar em lotos ou lotarias. Uma das razões é algo que teima em perdurar na memória e que me impressionou na altura. Andava pelos vinte e poucos. O sortudo a quem saiu o prémio da lotaria também. … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , ,

Faltam Johnsons, matéria há de sobra

      Como as cartas de Lord Chesterfield, as gemas postadas de Helena Matos são generosa fonte de ensinamentos. Só vem faltando – Era ingrata – um Samuel Johnson que lhos imortalize. .

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , ,