Deformações, invenções

Passando pelo Horas Extraordinárias, leio no artigo de hoje que os títulos de dois livros de Per Petterson disponíveis em português são, respectivamente, Maldito Seja o Rio do Tempo  e Cavalos Roubados

Li os dois romances no original norueguês, não posso ajuizar quanto à sua tradução para português que nem sei se é feita a partir da língua em que foram escritos. Mas os títulos…

Não é que daí venha grande mal ao mundo mas, que raios, não seria caso de o tradutor ter sido um pouco mais fiel aos títulos originais? Maldigo o Rio do Tempo e Lá Fora, Roubando Cavalos? Ou Ao Ar Livre, Roubando Cavalos?  É que, nestes dois casos, os títulos até estão perfeitamente relacionados com as narrativas nos dois romances. Ou novelas.

Nem era preciso muito, bastava atender na forma como eles foram traduzidos em inglês:I Curse the River of Time (Jeg forbanner tidens elv) e Out Stealing Horses (Ut og stjæle hester ). Para quê inventar? Ou deformar? São mais apelativos? Não vejo por onde…

.

 

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , . ligação permanente.