Cristal

 

Como seria para a crítica literária a frase perfeita? Provavelmente a que no decorrer da experiência do Infinite Monkey Theorem, um dos infinitos macacos conseguisse alinhavar da seguinte forma:

“for what I saw in her face was not the ignorant suffering of an animal”.

A estar segura de não ter sido o macaco insolente ou irónico, a crítica teria ali a frase perfeita. Cristal. Pura forma. Expurgada de Orwell e de Wigan Pier.

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , . ligação permanente.