Garganta e coração

Excitação na barcaça, bola, jogo de final logo à noite. Os meus colegas noruegueses estranham-me calma. Explico que isso se deve em parte a ter crescido no Ribatejo, que logo de novo se aprende a não ligar muita importância a desportos ou desportistas de bancada. Ou, como dizia o meu pai:

«Olha que tu quando andares por’í por largadas e picarias, tem cuidadinho. Garganta p’ra te gritarem os que tão assentados lá em cima das varolas vai lá e agarra o bicho tens tu muitos. Agora quando o bicho tiver ajoelhado em cima de ti a partir-te as costelas à cornada,  lembra-te que coração p’ra te lá irem tirar debaixo dele têem-no poucos.»

.

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , . ligação permanente.