Saudades

018

Do meu ribeirãozinho. De o ver contente por ir comigo às compras (de o vestir  e calçar masculinamente) e ao chegar a casa a brincadeira ser sempre a mesma: o tio é que sabe escolher, a tia não sabe comprar roupa de piá (rapaz, em paranaense), tem mau gosto!

Vê-lo dividido: por um lado gostar das coisas que eu lhe escolho e ofereço, por outro (ainda  que a brincadeira o divirta) saber que não deve magoar a tia. Primeiro fica tímido, sabe que não deve magoar a tia Mari sendo mal-agradecido; depois ri-se, contente de ver que tudo não passa de um jogo de adultos, ele, e a sua ingenuidade, a bola.

* Este era o tal que me acusava (dado o meu sotaque português) de não falar direito «cê fala torto! cê fala torto!». De visita a casa a primo um italiano, que tinha vindo viver para o Brasil, homem já passado dos cinquenta, começou logo a dizer-lhe «cê tamém fala torto” – que tinha que aprender a falar do jeito certo. E às tantas dispara: «porque é que você não vai na creche?»

Entretanto construída foi, com troncos (por este vosso soliplass que dinheiro pra mais não teve, desculpem-lhe o mau aparelho da carpintaria), uma pérgula de suporte da buganvília no quintal da futebolice, boa pra pendurar rede e armar sesta depois da traquinagem:

IMG-20170325-WA0000

e como não há criança que não goste de “varandas de gaio” e aventuras de tarzan, fácil de prever que a coisa o encantaria.

IMG-20170330-WA0000

.

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas . ligação permanente.

2 respostas a Saudades

  1. Já deve estar grande, ele, e, certamente, com saudades do tio. E a pérgula está bem bonita. E bonita também a prosa quando se dobra de ternura ao falar do menino.

  2. soliplass diz:

    As minhas desculpas por lhe ter ido parar o comentário ao spam. Não faço ideia do porquê mas não é a primeira vez.

    Ele acha o tio europeu “exótico”, coisa que as crianças sempre gostam. O diferente e etc. Quanto à pérgula, a buganvília crescia com tal pujança que o risco era partir o tronco ainda jovem com o peso de água de alguma chuvada. Foi a solução. Assim pode estender-se e crescer apoiada. Como as flores são de um vermelho muito bonito fica-se também com uma tela maior para ela dar cor ao quintal. E claro, um suporte onde pendurar a rede.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s