Entre âncoras e nefelibatas

IMG_20170331_210714

 

Muitas vezes cogitei sobre as razões que escolhi este nome para este blog. Hoje, saindo depois do jantar para um café e jiripiti (aquilo do copo tanto pode ser Jameson como sumo de maçã), na r1100rs (a companha de noites cálidas) dei comigo novamente a pensar qual o propósito disto. De um blog como este.

Boil it down. Diria que o propósito disto é deixar ao leitor um espaço de liberdade. Entre âncoras (coisa pesada e profunda) e nefelibatas (os que vivem pairando, nas nuvens), cabe muita gente. Não sei se vos contei o quanto gosto deste blog. Não é por nada em especial. É porque não é igual a nenhum outro. É porque é único. E aquilo que é único, desigual, como cada leitor que aqui aparece, merece-me todo o respeito. E carinho.

Ontem, vindo de um funeral de um malogrado conhecido, parei num café de beira de estrada, aqui. Um camião carregado de madeira recém-cortada ali estacionado perfumava o ambiente. Encostado à parede um homem sujo beberricando uma mini baixou os olhos quando entrei engravatado. Um dos trabalhadores florestais. Senti inveja, inveja do tempo em que fui trabalhador florestal. Daquela sede de beber uma mini, ou 24 de seguida. Esse sou quem sou. Um dos queimados. Tenho saudade desse tempo. Que revisito sempre que oportunidade se proporciona, ainda que em florestas distantes. Tive pena que aquele tipo bebendo uma mini encostado à parede não ache aqui uma casa onde é bem-vindo.

Novamente, a referência a livros, como este de ontem Anna ao solao conto O mata-pau de Monteiro Lobato (um dos posts mais populares aqui do âncoras), a coisas obscuras e esquecidas hoje como The Ramblerou (outro dos mais lidos posts por aqui), de onde vem originalmente lei de Jante , a um prisioneiro que achou que a sua obrigação era contar dos que tinham tombado pelo caminho, não deve fazer ninguém obrigado a pensar o que penso ou ser o que sou. Que cada um que por aqui passe seja quem é e pense o que pensa. Isto não se destina a convencer ou endoutrinar ninguém. Antes, a abrir uma janela. Para o diferente. Para o imprevisível.

E quem sou? Também isso um mistério. Um leitor, um tipo que aos cinquenta e quatro ainda consegue usar (por maluquice e excitação face a uma manhã bonita de Verão) aquela parte exterior do pneu. Um tipo que há trinta e seis anos atrás, teve uma alegria súbita. Num barracão poeirento. Em Moleanos de Alcobaça. Preferia ficar nos sítios de pernoita aquando dos cortes de madeira. Poupava tempo. Havia desconforto é certo. Havia o dormir vestido, o banho apenas aos fins-de-semana. Havia o quase meio-quilo de toucinho assado e couves cozidas para o jantar… Mas havia também a liberdade de ler naquele ambiente improvável. Noite adentro, lendo o L’envers et le L’endroit de Camus sentia umas picadas estranhas. Incómodas. Pensando melhor no assunto, era natural. Ao lado, um barracão que servia de curral de cabras. Estava, este vosso criado, sujo,  dorido Soliplass carregado (e cravejado) de pulgas. Esse, sou eu. Ali, finalmente um leitor a quem nem as pulga podiam obstar.

E você, caro leitor,  aqui faça o mesmo. Seja quem é, pense o que pensa.

.

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , . ligação permanente.

2 respostas a Entre âncoras e nefelibatas

  1. Gina diz:

    Olá
    Bom, como o Soliplass no fim deste post incentiva a gente ser como é e a pensar como pensa, e como tenho vontade que saiba que sei que divulgou o meu blogue, e mais: gosta dele por ser único, olhe, bem haja.

    (confesso que me ocorreu uma carrada de vezes ser um engano qualquer, uma letrinha trocada ao endereço ou isso assim, olhe, se for engano e não me conhecer de lado nenhum, as minhas desculpas)

  2. soliplass diz:

    Não há engano nenhum, é mesmo esse único e inconfundível que leio aqui em mares boreais. E à falta de aurora que lhe mande, saudações.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s