Filosofia de vida

Bafejado pelo criador com saúde férrea mantenho uma disciplina física militarista. Um teste no ginásio que frequento diz que a minha condição física é a de alguém 16 anos mais novo que a minha idade real.

Nesse mesmo ginásio, um homem ventrudo; aparenta andar por cerca dos quarenta anos. Novato, a folha do programa de treino na mão, indo de aparelho em aparelho. Espero por ele (que acabe o exercício) na bancada do supino. Levanta dois pesos de 10 kg em cada extremidade da barra. Contando com o peso da barra, 37kg no total. É certo e sabido que em ambientes daquele o espécime masculino dá uma espreitadela nos pesos do parceiro. Espero que ele use o aparelho, coloco mais cinco quilos de cada lado. Cerca de cinquenta quilos a menos que o meu normal. O homem ventrudo, precocemente envelhecido, precisa de incentivo. Não de mais uma frustração.

Por vezes ocorre-me se não seria boa uma filosofia de vida semelhante aqui na blogosfera. Um pouco mais de incentivo aos outros; um pouco menos de auto-engrandecimento.

.

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , . ligação permanente.

3 respostas a Filosofia de vida

  1. Fernando Lopes diz:

    De teu modo, também tu és um hoplita. A genética é uma herança não descartável.

  2. soliplass diz:

    Não descartável e mais simples; felizmente ser herdeiro de herança genética é muito menos sujeito a burocracias que esta “camisa de onze varas” em que ando metido agora.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s