Ler (ainda e sempre) os outros

AS VIRTUDES, Henrique Fialho no Antologia do Esquecimento (excerto):

 

[…] Continuamos a patinar num tecido social acrítico e empobrecido pela sua própria incúria. Os militares não podiam dar-nos pessoas interessadas, exigentes, desde logo consigo próprias, moralmente aceitáveis. Da pequena cunha que suporta as oligarquias ao favorzinho simpático, o sistema transporta dentro de si mesmo o vírus da corrupção e do nepotismo. Só há uma forma de o superar, é com as vacinas da educação e da cultura. Eu, pelo menos, não sei de outra.

   Observemos a título de exemplo, até por cautela, o que se avizinha para as próximas autárquicas: o regresso dos dinossauros. Que Isaltino seja aplaudido de pé por uma horda de fiéis seguidores, não me choca. O que de algum modo parece paradoxal é as queixinhas sobre um putativo disfuncionamento do sistema judicial e esta simpatia por um tipo político entre os raros que cumpriram crime por fraude fiscal qualificada e branqueamento de capitais. Afinal, quando a justiça parece funcionar é como se não funcionasse. O exemplo que poderia ter dado não serviu, pelo menos junto da tal horda de fiéis seguidores para quem nenhuma prova ou condenação demove a certeza abstrusa de uma suposta inocência.

   Já sabemos como na mentalidade de muitos portugueses tais crimes se justificam: fez o que todos os outros fazem. Pois, o problema está em que nunca certas práticas são menos viciosas pelo simples facto de serem maioritariamente exercidas. Estes “homens do povo” são sempre perigosos, raramente servem de exemplo para o que de melhor deveríamos esperar da generalidade das pessoas. É isto que elas não querem perceber, é isto que faz sentir ser afinal tão pouco o muito que conquistámos de há 43 anos esta parte. […]

.

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , . ligação permanente.

2 respostas a Ler (ainda e sempre) os outros

  1. hmbf diz:

    Grato pela referência, cá me vou compensando no ofício de weblogger com o saber-me lido pelos outros. Forte abraço,

  2. soliplass diz:

    Sempre um prazer, apesar do penoso assunto. Que como bem dizes, só se supera com as «vacinas da educação e da cultura».

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s