Ler os outros

 

Mais “istas”no bons tempos hein?!

e, « vai chamar cobarde a outro» no Delito de Opinião:

Era fácil demitir-me, rolava uma cabeça e o problema continuava. Teria sido cobarde fugir da adversidade”, declarou a ministra em entrevista à RTP. Sem pensar que com esta frase estava a chamar cobarde ao seu companheiro de partido Jorge Coelho, que num gesto de inatacável hombridade, na noite da tragédia de Entre-os-Rios (em que morreram 59 pessoas, menos cinco do que agora em Pedrógão) anunciou ao País a sua demissão da pasta do Equipamento Social. “A culpa não pode morrer solteira”, justificou na altura o governante. E muito bem.

Gesto cobarde? Nem por sombras, senhora ministra. Pelo contrário, foi um gesto adequado a quem faz questão de preservar a ética republicana, o bom nome das instituições políticas e a dignidade do Estado.”

Três tristes tragédias: Fogo, especialistas, e Jorge Coelho guindado a exemplo. De preservar a ética republicana, o bom nome das instituições políticas e a dignidade do Estado, ainda por cima.

 

 

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , . ligação permanente.

3 respostas a Ler os outros

  1. hmbf diz:

    🙂 Excelente, o teu comentário. 🙂

  2. soliplass diz:

    Excelente mesmo, como ainda há horas conversávamos, era haver juízo e benevolência. Mas fazer o quê? Como diz o ditado brasileiro, se o estupro é inevitável, relaxa e goza.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s