Arquivos Mensais: Novembro 2017

Confortos

Levantar cedo, ver as encostas nevadas de fjord. Primeiro café, primeiro cigarro. Ler o Tempo Contado, escolher um ano ao acaso. 2011. Ler o Tempo Contado é conforto  a que me habituei. E que aumenta.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Mais Einar dedicado

  Aquele ilustre e gentil barbudo que traduziu Hauge e que nos tem falado da criação destruidora do capitalismo (ou assim lhe chamariam os doutores do Insurgente, comparáveis aos do tempo do sensato pai de Gargântua), iria talvez também gostar deste de Einar … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

Parole

Deixei de trazer livros comigo de casa para ler a bordo. Quando muito, um para a viagem de avião, coisas de bilhetes sem bagagem incluída. Chegado aqui, privado do que aconselham as colunas de literatura lusas e mais o blog … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | 1 Comentário

e muy acertadamente

da expressão domínio da língua, no Dom Vivo.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | Publicar um comentário

E a pouca-vergonha continua nos antípodas

Apesar dos inúmeros Sir Robert Filmer (em versão actual) que populam o mundo, e só entre nós no Observador e na Universidade Católica conto vinte e seis dúzias, a esquerda sediciosa e jacobina continua a fazer das suas e atacar … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , , , | Publicar um comentário

O âncoras solidário

  Quando Breivik em 22 de Julho de 2011 abalou a sociedade do seu país com o ataque ao quarteirão governamental em Oslo e com a chacina do acampamento da juventude trabalhista na ilha  Utøya, apesar de estar em Oslo e de … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , | Publicar um comentário

Crescei e multiplicai-vos

De vez em quando a gente dá aí pelas netes blogosféricas com uns posts de bom-senso e bom-gosto aos quais apetece dizer crescei e multiplicai-vos. É o caso deste: o prazer do escárnio e do mal-dizer de Helena Araújo. Deles toda a … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário