Arquivos Mensais: Novembro 2017

Crescei e multiplicai-vos

De vez em quando a gente dá aí pelas netes blogosféricas com uns posts de bom-senso e bom-gosto aos quais apetece dizer crescei e multiplicai-vos. É o caso deste: o prazer do escárnio e do mal-dizer de Helena Araújo. Deles toda a … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Quatro leitores

  Da janela do hotel, na noite de ontem, uma floreira com arbustos cobertos de neve; e para lá deles, a visão do parque do palácio real com a terra atapetada de branco. Vinha desejoso da primeira neve do ano. … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | Publicar um comentário

a stuck up do novo que era velho

Meados do último Julho ou Agosto e manhã fresca, tomava a bica lendo qualquer coisa num alfarrábio, levanto-me e ela passa por mim desviando-se, desagradada. A stuck up do Novo Banco. Com razões pra isso. Trago calças encardidas, botas de … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | 2 Comentários

The crossing

Tenho andado a reler aos pedaços esta belíssima peça de McCarthy. O culpado, Seixas da Costa, e o post A pasta “vermelha”. E o desgosto de ver logo como primeiro comentário ao post, por um anónimo, “Esta mania que as pessoas têm … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , | 2 Comentários

do interior

Passei hoje pela aldeia para me despedir de minha mãe viúva e só. A norte, e mesmo no centro do lugarejo, negro. Floresta e terra queimada. Preciso de lhe arranjar mais lenha, foi-se o empreendedorismo do marido. O tempo não … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas | Publicar um comentário

da segurança e das situações complicadas

Paradito isto aqui do âncoras… Repetidas vezes me acho sem opinião e sem culpados óbvios. Que os seguranças arreiem no primeiro que se candidate (ou não) nem admira. Uma espécie de ordem natural das coisas como o crocodilo que abocanhe zebu … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

Do impagável Herdeiro,

… e do xadrez com pombos ou pombas,

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | Publicar um comentário