Arquivos Mensais: Dezembro 2017

Robert Louis Stevenson – Christmas at Sea

. Christmas at Sea   The sheets were frozen hard, and they cut the naked hand; The decks were like a slide, where a seaman scarce could stand; The wind was a nor’wester, blowing squally off the sea; And cliffs … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , , | 2 Comentários

de cães e gente

(CeliaSue Hecht, jornalista, in A third of the homeless people in America are over 50. I’m one of them.): My dog is the most important living thing in my life right now Unhoused people often prioritize feeding their pets over even … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

Our best machine

 Ian McEwan em entrevista concedida a Zadie Smith (The Believer, 2005) IM: I’ve always thought cruelty is a failure of imagination. And I know that I include within that the possibility that some people do empathize with their victims very much, … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , | Publicar um comentário

à terceira linha

Nem sempre a primeira linha de um romance, ou conto, desperta a curiosidade do leitor; caso dos quatro exemplos de um post abaixo. No caso do conto de Dylan Landis «Rana Fegrina» publicado no The Best American Nonrequired Reading 2003, é à … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Ora então,

a todos os que por aqui passam, e mesmo aos que não passam (dando nisso sinais de inequívoco bom-gosto), os desejos cá de casa de um santo Natal & etc., com votos de saúde da rija e pródigos alambiques.

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Coerência de bem prega frei Tomás

Não está mal esta capa; para quem ainda há dias, num post aí para trás, elogiava a sobriedade das capas dos livros franceses, é caso pra dizer bem prega frei Tomás… Isto é o supra-sumo do gárrulo em matéria de … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | 3 Comentários

Era tempo

Já há algum tempo que ninguém me convencia, por resenha, crítica, ou apologia, a ler um livro nacional. Foi hoje. Este texto magnífico, País a céu aberto. Não se perderia nada se,  além de numa apresentação de livro, fosse lido … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário