Arquivos Mensais: Janeiro 2018

O crime da Supernanny, dos pais da criança e do Padre Amaro

Não sabendo do que trata ou tratou o programa, não o tendo visto, passo pelo Vai Vem e leio o Mil euros para expôr a intimidade da filha de 8 anos. Desgostoso o panorama que ali se expõe. Como tantas vezes me acontece, … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

E porque hoje é quinta

há já dois dias foi terça, dia em que fui ao CNEMA por pedir autorização de abate de três sobreiros e não sabendo onde era o gabinete que trata do dendrológico assunto, no outro lado da praça perguntei à senhora … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | 2 Comentários

Em evento social

Foi o único evento social em que participei no luso quadrilátero em 2017. Não tão discretamente quanto gostaria, já que um gajo de t-shirt velha e musculado e queimado do sol como estivador, dá, forçosamente nas vistas na fnac do … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

hinos a manhãs de sol, agora que (quase) ninguém nos ouve

cá pra mim, e aqui que ninguém nos ouve, manhãs brilhantes de sol como a de hoje, começam melhor com música barroca… Marcello, o de Tine, ou Vivaldi,  o desta Balsom que é um bálsamo, .

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , | Publicar um comentário

Publicidades&petisqueiras scalabitanas

Já que a coisa vai de publicidade scalabitana, indo isto hoje no seguimento de um post abaixo sobre um paraíso de um quase-atropofóbico, e, sendo eu um rapaz de apetite saudável que abdomina gastrónomos (um dos piores bichos de que … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

Sítios, livros, leituras, linhas,carambolas, coisas da insónia

Insone, livro colhido da estante ao acaso, volto às crónicas de Cristovão Tezza de Um Operário em Férias (Record, 2013), autor que vejo com alegria também publicado na Noruega. E à crónica, Leituras. «Às vezes uma leitura se preserva durante décadas … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , | Publicar um comentário

Nhê preta

Ti Marcolino tinha um cata-chatos. Negociava agora, já velho, em eucaliptos. Capitão não gancho mas tenaz, pela falta dos dedos intermédios do polegar ao mindinho. Acidente de pesca, ao que nos contou, nos mares de S.Tomé e Príncipe. Dos retornados … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário