Pensar em pequena escala

IMG_20181227_103133

Maravilhosa tarde na poda das oliveiras ontem: sol, o cão por perto, eu e o meu melhor amigo (daqueles que é uma sorte tê-los), o filho dele, jovem adulto, por companhia. Ensina-se, e mostra-se, ao jovial rapaz que ramos tirar,  a escolha dos ramos a preservar para “construir” a árvore futura.

Continuamos hoje, se bem que o tempo não esteja tão bonito. Carne assada na fogueira, pão, vinho, riso, as tropelias do cão, anedotas velhas…

Tudo isto, o prazer das pequenas coisas, cheiro de terra e de árvore, motosserras, serrotes, podões, arranhar de pele e sujidade de óleo e serradura, pode, e deve, levar em conta o aforismo de Theo. O aforismo de Theo, que aparece em Saturday de Ian Mcwean e que tomo a liberdade de citar, como todos sabem (povo que nada desconhecemos se bem que não se perceba exactamente para quê) reza o seguinte:

“On a recent Sunday evening Theo came up with an aphorism:  the bigger you think, the crappier it looks.  Asked to explain he said, ‘When we go on about the big things, the political situation, global warming, world poverty, it all looks really terrible, with nothing getting better, nothing to look forward to.  But when I think small, closer in – you know, a girl I’ve just met, or this song we’re going to do with Chas, or snowboarding next month, then it looks great.  So this is going to be by my motto – think small.’”

(para os que gostam de ir à fonte, e se preferirem ler da página da primeira edição americana, da Doubleday, foto acima)

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

4 respostas a Pensar em pequena escala

  1. petronio diz:

    Ainda chego a tempo de desejar bom ano. Um abraço.

  2. petronio diz:

    Mas claro, entrei com outra identidade e portanto assino por baixo, Luís Jorge.

  3. petronio diz:

    Mas claro, entrei com outra identidade e portanto assino por baixo, Luís Jorge.

  4. soliplass diz:

    Fica registado. Obrigado Luís. Um bom ano também para ti E para quando a reabertura do saudoso Vida Breve? 2019 seria um bom ano para reabrir (com a mesma gerência) a casa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s