Humildade informada

Em Amsterdão, telefono e ouço do outro lado a voz afável e amiga. Um homem que é um bálsamo saber que existe. Confesso-lhe que é um alívio voltar ao norte e ao trabalho e aos livros. Que venho farto de gente que sabe tudo.
Para cá dos Pirinéus é mais fácil encontrar aquilo a que chamo “humildade informada”. Jim Powell, autor do (bom romance) The Breaking of Eggs , escreveu, há pouco mais de um ano, um artigo que pode bem ser um exemplo dela: Tomorrow never knows .
.

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.