Não se pode conversar

Colegas, de ambos os sexos discutiam acaloradamente à mesa quem eram os mais promíscuos: se os homens se as mulheres.

Concordei logo com a maioria delas. Os homens, é claro! Basta a gente olhar para as estradas e auto-estradas…

– Para as auto-estradas? – estranhou uma.

– Sim, circulam sempre mais motores lá que carroçarias, já reparaste?

– É pá, vai à merda pá, não se pode conversar contigo!

#

Fogo na Austrália. Televisão. Uma, comentando, estende logo a jeremíada:

– Pois, pá, as pessoas têem que começar a viver de outra maneira, pensar na poluição, usar menos combustíveis, produir aquilo que se come, daqui a pouco não temos planeta, e se o nível do mar sobe?

Dei o passo à frente de voluntário:

– Por mim tudo bem , quando começares e quiseres aprender a engatar uma junta de bois e a lavar e semear e gradar eu até que te posso posso ensinar. E a cavar, podar, gadanhar, afiar serras e machadas, a salgar mantas de toucinho, quando se semeia: favas pela santa Catarina, nabos plo sã Bert’lameu… Cada coisa em sua época!

Abespinhada:

– Lá tás tu a desconversar! Não se pode falar contigo! É pá, tu tens que tar sempre a ser desagradável com as pessoas…

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , . ligação permanente.