Arquivos Mensais: Fevereiro 2020

Droga de crónicas

As crónicas deste caralho são viciantes, pior que drogas. Já li esta merda cinquenta vezes numa semana, e agora no hotel em Oslo perto dos alfarrabista onde caço livros, de volta a ela. “Una biblioteca amuebla una vida, y la … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Literatura de viagem

Alfarrábio de companhia para a viagem de hoje, o clássico de McCarty. Um dos mais belos romances da literatura americana. Violência demente , descrições da natureza prodigiosas e um leque de linguagem nos diálogos que vai das construções gramaticais distorcidas … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized

Monomento silencioso à arte da argumentação portuguesa

Passei rapidamente pelos canais televisivos ontem à noite, prós & contras a debater eutanásia, painéis da bola com o racismo e o Marega, tudo grita mais alto, ninguém escuta, ninguém deixa acabar o outro de falar, mais parece briga de … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas ,

Por falar nisso

Numa entrevista da Caliban (Escrever num Tempo de Barbárie) a Inês Pedrosa: . (…) P. — Você fala em políticos-fake e em fake news. E diz que somos mais fortes que eles. Eles são poderosos, você sabe. Acredita mesmo que somos … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , ,

Carta de amor

É uma carta de amor que a custo se encontra. Escrita pelo capitão Bernt Jensen Mørch, de caligrafia “clara e conscienciosa” – ou nesses termos é descrita por Thorkild Hansen – , datada de 11 de abril de 1777 a … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , ,

Livro e saco

. Livro é bom. Saco é mau. É assim que explico, relembrando detalhes – quando o dever me é atribuído – aos meus colegas novatos como se abre manualmente uma balsa salva-vidas ou jangada pneumática. Acrescento a estória da diferença … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , , ,

temperatur

Conta Thor Gotaas a páginas tantas no Livslang Skrivekløe: Historien om den vandrende redaktør Anders Mehlum, que Mehlum, antes de lançar o seu jornal de um homem só, “Nu”, teria publicado dois ou três fascículos de uma revista humorística no … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , ,