Sexta-feira em Frankfurt

Sexta-feira em Frankfurt, na salinha de fumo do aeroporto quase em frente à porta de embarque para Lisboa, um sujeito rotundo e lustroso pediu-me de empréstimo o isqueiro. Por modos e facies, pela indumentária, calculei que era português e disse, estendendo a pederneira, o da praxe faxfavor!

Sorriso, resposta de ah, é português, muito obrigado!

Já prevenido de outras vezes, e antes de se soterrado com blandifuosas expectorações de amizade, preveni: pois, sou, mas dos que não têem orgulho nenhum nisso

Desapareceu-lhe o sorriso de imediato, logo escolhendo o outro canto da sala. É provável que na brusquidão da resposta tenha revelado ser injusto e ingrato. É que o país tem tanta coisa de bonito e admirável

.

Sobre soliplass

email: friluftogvind@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.