Arquivo de etiquetas: A boca fina de um machado

Beijos; Einar Tambarskjelve e a boca fina do machado

  Lia, uma destas noites a meio do mar Skagerak, no Xilre, no post Um beijo, a citação de um verso de Raquel Lanseros: Apenas quem beijou sabe que é imortal. Não desdenhando o formoso verso da ilustre poetisa andaluza, há outro … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , ,