Arquivo de etiquetas: Alfarrabistas

Oslo Nye Antikvariat

Foi um porto de abrigo. Para onde, marinheiro estrangeiro, calcorreava as ruas (tantas vezes debaixo de neve) apressado. As poucas horas em que o navio estava atracado não permitia grandes delongas. Ia por livros. Muitas vezes, a primeira coisa que … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , ,

Curiosidades de alfarrabista.

O tipo de coisa que se lê é em parte causado pelo interesse ou curiosidade. Em parte, pelo acaso – que traz toda a espécie de inesperados. Nunca percebi que raio de acaso faz também que dos alfarrabistas alemães que … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | 2 Comentários

Tem dias

Dia perfeito para andar por alfarrabistas alemães. Para um cafézito na livraria preferida, a debicar biografia de Pepys (2 euritos e meio, usado) e mais uns avulsos, Tempo adequado também para estas coisas: lá fora farrapos de neve em torvelinhos … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , | 1 Comentário

Malditos Alfarrabistas

Eram dois sítios estimados, o Idar Nilstad (bem aprovisionado de viagem polares) e o Classica (variadíssima oferta) de Alf Aanstad, sítios de compra e abrigo neve, sítios de conversa e de folhear em silêncio. Foram-se, e da foto de Maio resta a desolação da … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | 4 Comentários

Sítios

Um alfarrabista alemão que frequento (inaugurado  há pouco tempo ainda), sítio adorável, sorrisos, preços do tempo da mari’castanha. Mas tem o encanto especial de, ao ver a fachada ao longe, ter a gente a impressão de se dirigir a um … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | 3 Comentários

Montra de Alfarrabista

Bücherwurm, Alemanha, 30 de Outubro.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

O afundamento do Blücher

Pequena loja de alfarrabista, o alfarrabista de Frogner. É ali, atrás do Volkswagen, aqueles vidros marcados com o círculo amarelo. Hoje pertence a uma arrumada e sorridente senhora quase sexagenária. Sento-me aqui frequentemente neste café, ou no outro próximo, a … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , | Publicar um comentário