Arquivo de etiquetas: Anedotas

L’homme Qui Rit

Saído por aí pelo mundo a ler as notícias do dito, dou, no Dagbladet, com uma de estrondo. Muito mais detalhada na Sky News. Pelo risonho personagem e porque tudo isto só lembra coisas de ursos circenses a despertar a … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

Do melhor

Fico a saber pelo artilheiro dos canhões navaronenses (e muito cá de casa também) que o expoente d’abranhístico teria considerado a falta de confiança nos políticos um perigo. Desde que o famoso trolha asseverou à murcona qu’até lhe comia o … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

É de partir o côco

Aqui: um, cheio de estofo, a discutir ideias.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas | 10 Comentários

Primos de raposos plas ruas do amargor

Ora cá temos um raposão highbrow com  uma mensagem de seu primo (sim, as bestas reacionárias também têm primos – raposo dixit) a trabalhar numa empresa  empresa real  da economia real  que  enfrenta imensas  dificuldades e onde o pesadelo está ali ao virar da esquina. … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , | Publicar um comentário

Do rigor

Marques Mendes, rigoroso: Marques Mendes falava na quarta-feira à noite, em Lisboa, numa conferência organizada por militantes do PSD e que reuniu várias dezenas de pessoas. O antigo líder social-democrata defendeu, sem apontar nomes, que “muitos ex-governantes com ares sorridentes … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , , | Publicar um comentário

Afinal também tem jeito para guiões humorísticos

Como vi um gajo de barbas, (já vejo mal sem óculos) pensei ao ler o texto que estava perante um escrito – dada a grossa voz panfletária – da autoria de Manuel Alegre. Aconselha-se vivamente este naco de saborosa prosa muy patriótica. Afinal, imagine-se, trata-se de um … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

Da competência (2)

Deveria fazer parte dos compêndios das relações internacionais um exemplo de alta competência que nos ficou de um diplomata português já do final do tempo da outra senhora; quando o Estado Novo gastava os últimos cartuchos. Vem contado no livro … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário