Arquivo de etiquetas: Borges

Desculpas de café

Em perambulação bairrística, pouso no Åpentbakeri à esquina de Frydenlundgate, a dois passos de casa. O sítio é um gosto de bom-gosto, com as suas paredes altas, e o tecto magnífico em azulejos (de uso incomum nestas paragens nórdicas). Bom sítio para … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

Do rigor em ciência

  En aquel Imperio, el Arte de la Cartografía logró tal Perfección que el Mapa de una sola Provincia ocupaba toda una Ciudad, y el Mapa del Imperio, toda una Provincia. Con el tiempo, estos Mapas Desmesurados no satisficieron y … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

andaba (me aseguran) por las esquinas

  “Palermo del cuchillo y de la guitarra andaba (me aseguran) por las esquinas, pero quienes poblaron mis mañanas y dieron agradable horror a mis noches fueron el bucanero ciego de Stevenson, agonizando bajo las patas de los caballos, y … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | 2 Comentários

Blind Pew

BLIND PEW Lejos del mar y de la hermosa guerra, que así el amor lo que ha perdido alaba, el bucanero ciego fatigaba los terrosos caminos de Inglaterra. Ladrado por los perros de las granjas, pifia de los muchachos del poblado, … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

Abatonando

“António Borges está muito otimista em relação ao futuro imediato do país: «toda a gente quer comprar dívida portuguesa», responde quando questionado sobre o regresso aos mercados. O economista, ex-FMI e ex-Goldman Sachs está convencido que «2014 vai ser um … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | Publicar um comentário

O imortal

Li pela primeira vez o conto voando para sul, daqui, do velho aeroporto de Gardemoen, nessa altura pouco mais que um aeródromo rodeado de abetos e pinhos escandinavos lisos como velas. Era uma manhã de Fevereiro de brilho intenso, à volta … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

A lógica que se adivinha

Blogosfera fora, comentários nos jornais on-line, nota-se uma atmosfera de crispação e agressividade. Em sociedades tomadas desse sentimento, uma das primeiras vítimas é fatalmente a lógica do discurso. Borges n’A Busca de Averroes deixou-nos a melhor das descrições desse tipo … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário