Arquivo de etiquetas: Botas

Acima das possibilidades

Botas que não teriam agradado a Cavaco ou Passos, a Frau Maria Luís dos Cofres Cheios; começaram carreira no parapente em meados de noventa (são as mesmas que pairam sobre Linhares da Beira na crónica da primeira nuvem, hoje mais … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , ,

Literatura a engraxates e botas de Alcanhões

  Botas ribatejanas de Alcanhões são azougue de engraxate. No tempo em que os havia em Guarulhos (S. Paulo) um deles, caixinha de madeira, lustrava na mesa ao lado onde três executivos abancavam. Com todo o esplendor da vulgaridade o … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , ,

Manhas, botas e favas

Hoje, antes do almoço com o meu pai, as botas com ar de novo. «Olha, posso-as agradecer ao teu cunhado, que m’apareceu aí com elas». «São boas, com bom rasto, qué prá gente nã esbarrar, já sou velho.» Conta que … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | 16 Comentários

Toda a sabedoria humana não vale um par de botas curtas

Que me perdoem os leitores por ter postado abaixo sobre um tema tão prosaico como…botas. Especialmente num dia em que temas tão grandes (os desígnios políticos nacionais) se levantam e merecem a nossa atenção comentadeira. Se bem que tudo isso … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

As botas e as estações

Ao deixar o Paraná (na terça) havia já no ar um cheiro de Outono; a declinação da luz, os plátanos que junto ao aeroporto mostram o verde das folhas esmaecido, a tornar-se rápidamente castanho dourado. As árvores caducifólias medem o … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | 2 Comentários