Arquivo de etiquetas: Curitiba

Anjos, Trom(petas), Ipês

Tem Curitiba o fantástico mundo dos sebos, e no Fígaro o sr. Paulo que não regateia conversa – hoje sobre uns papéis de um leiriense falecido que ali conserva. Colheu-se do dia também uns velhos ensaios do original e bom … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , | Publicar um comentário

Livraria do Chain

Sexta-feira, Curitiba no horizonte. À esquerda corre o rio Belém, rio cenário do Cemitério de Elefantes de Dalton Trevisan, o rio de Tamanho Momento  de Leminski (in O Ex-estranho [ póstumo,1999]): nossa senhora da luz ouro do rio belém que seja eterno este dia enquanto … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

Moralismos

Ao andar ontem pelas ruas de Curitiba, a mulher cega que toca viola, voz roufenha, canções que ninguém escuta por inteiro, caixa vermelha de sapatos (Nike) aos pés, presente de alguém? …caixa de esmola improvisada? Encontro-a mais na outra cidadezinha … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , , | 3 Comentários

Dalton Trevisan e um conto

Utilizei no post abaixo o termo «gnómon» para designar o juizado. No artigo que a Wikipedia dedica ao termo, aparece uma foto deste relógio solar (gnómon é o estilete que projecta a sombra) na fachada de um edifício na Praça … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , , | Publicar um comentário

Manhã

Em vez de um «bom-dia portugal» do género: O som não escolhe ouvidos para entrar mas a RTP1 sim, escolhe as notícias para alegrar Portugal, para dar substância ao Bom Dia que quer passar a Portugal. E que coisa melhor … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

Tarde na cidade

Anda Curitiba fria mas ensolarada de um belo sol de Inverno. Ontem, durante a volta tradicional de catar alfarrábios pelos sebos, fui parar a um dos seus mais belos cafés: o Café do Paço, situado naquele que é também um dos mais … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | Publicar um comentário