Arquivo de etiquetas: Daniel Abrunheiro

Em viagem

Terça, fechou trovoada a aeroportuosa frankfurt por umas horas. Avião aterrrado de lisboa tarde e a más horas, avião para oslo a adiar a entrada em casa que seria lá prás três da matina de Quarta. Frankfurt é sítio interessante; … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas | 1 Comentário

Ler os outros

  Daniel Abrunheiro  (promete para a semana  uma crónica ainda piorzinha que esta) : É de um gajo ficar plasmado: « […] É a rebaldaria total: assuntos mesquinhos, soezes ângulos de abordagem e perspectiva, investigação nula, partidarização subjectiva total, apresentação sabuja. … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

Um dos melhores cronistas nacionais

  (foto sorripada a Amadeu Baptista) Daniel Abrunheiro: Da arte do chá Parece que a última Convenção do Bloco (dito) de Esquerda ofereceu ribalta a uma farsola triste: a da assuada de que foi alvo a delegação, aliás convidada, do … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas ,

Crónicas

Amanheceu em Oslo chato e cinzento, do céu a cair rápida uma neve molhada – que não vale um caracol para uma volta lá em cima nos caminhos da floresta a aproveitar a tarde de folga. Felizmente há uns bálsamos … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | 5 Comentários

Felizmente há cronistas

E era ali, na Espingardaria Gerardo, que o meu pobre pai (o que não gostava dos tiros fracos) comprava pólvora e chumbo, buchas e embaladores, cartuchos. Parece haver ali na cidade, condão. Passada a velha espingardaria, do outro lado da rua, … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , , | 3 Comentários

Do fundão

Do fundão do mar, ou um cronista de primeira água.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | Publicar um comentário

Quando nem todas as crónicas gagejam

Daniel Abrunheiro n’O Ribatejo:  Tresloucada doença prolongada.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário