Arquivo de etiquetas: J. Rentes de Carvalho

coisas por que vale a pena lutar na literatura portuguesa – campo de aviação e tauromaquia na pantalha

(…] nesse tempo as pessoas passavam mais tempo à lareira e a gozar o fresco, falando de ninharias, sonhando em voz alta aquilo que nunca iria acontecer. Assim é que a história provavelmente tinha começado. Invenção dum, palavreado doutro, ou … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , , , | Publicar um comentário

Profetas no frio

    –       “Segunda-feira, 23 de Janeiro – Recomeço com o artigo às nove e à uma da tarde tenho-o pronto. Corro a Moncorvo para o mandar por faxe para o Harrie e enfureço-me com a roubalheira dos … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , , | Publicar um comentário

Ler os outros: Onanismo

E voltando atrás, a outro Outubro e ao saudoso Tempo Contado: «Onanismo» de J. Rentes de Carvalho, sempre bom de anotar na margem de um dos  grossos cadernos do Expresso. “Como escritor sempre os políticos me divertiram, como indivíduo considero-os … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | 12 Comentários

Um dos «queimados» – sem chapéu nem gravata

  Era uma tropa de homens sujos. «Os queimados», como um deles baptizou o grupo. Saltavam de dentro das Scanias verdes carregadas de toros de pinheiro enegrecido pelo fogo, e invadiam, para espanto da freguesia, um dos cafés de Espinheira, … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , , | 17 Comentários

Releituras

Deixada Curitiba,  os seus prenúncios de Outono, na luz e na folhagem dos plátanos junto ao aeroporto, rumo a S. Paulo e a Frankfurt, a Oslo por fim. A rondar os zero graus, hesitando entre chuva e neve. Desço do … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | 4 Comentários

Voltando atrás

Sentado no aeroporto de partida para Oslo, aproveito para voltar atrás. Seria útil, proveitoso, voltarmos mais vezes atrás; ainda que ocasionalmente. Para ler o Tempo Contado de J. Rentes de Carvalho, por exemplo: “Fado, Fátima, futebol e Figo” (excerto) “O … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , | 2 Comentários

Voar lentamente

Fins de Março do ano passado. O avião vindo de norte passou sobre a serra e a mata atlântica, depois, já perto do destino de aterragem, a escotilha ofereceu a visão dos campos familiares; terra vermelha, chácaras, pastagens, manchas de … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , | 3 Comentários