Arquivo de etiquetas: Ler os outros

Ler os outros

Jorge Carreira Maia no Kyrie Eleison: Tentações ingníferas: . (…) O pior que poderá acontecer é que a desgraça de Pedrógão Grande se transforme no início de uma batalha pelo poder. Não porque a direita possa ganhá-la. Não porque a esquerda … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | 2 Comentários

Ler os outros

  Mais “istas”, no bons tempos hein?! e, « vai chamar cobarde a outro» no Delito de Opinião: “Era fácil demitir-me, rolava uma cabeça e o problema continuava. Teria sido cobarde fugir da adversidade”, declarou a ministra em entrevista à RTP. Sem … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | 3 Comentários

Ler os outros

  Um (preocupado) dedo nessa grande ferida nacional, este A azeitona de Mexia de Raquel Varela. Não é apenas um post excelente (concorde-se ou não com a totalidade do ali exposto). É também uma oportunidade relativamente rara entre nós. Dar com um … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | 1 Comentário

Ler os outros

    do risível e do insuportável .

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

Ler os outros

  Daniel Abrunheiro  (promete para a semana  uma crónica ainda piorzinha que esta) : É de um gajo ficar plasmado: « […] É a rebaldaria total: assuntos mesquinhos, soezes ângulos de abordagem e perspectiva, investigação nula, partidarização subjectiva total, apresentação sabuja. … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

Ler (ainda e sempre) os outros

AS VIRTUDES, Henrique Fialho no Antologia do Esquecimento (excerto):   […] Continuamos a patinar num tecido social acrítico e empobrecido pela sua própria incúria. Os militares não podiam dar-nos pessoas interessadas, exigentes, desde logo consigo próprias, moralmente aceitáveis. Da pequena … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | 2 Comentários

Ler os outros

    Em A Gaffe e as avenidas: A Gaffe num futuro composto:    “A comunicação social vai procedendo à substituição do alegadamente pelo uso do futuro composto, abolindo o presente, o passado, ou mesmo o imperfeito, dos tempos verbais … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário